Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Presidente do SC Régua preocupado com o futuro do futebol distrital

“Não estavam reunidas condições para reiniciar o campeonato, por isso a Federação Portuguesa de Futebol não tinha outra alternativa do que dar por terminados os campeonatos não profissionais”.

-PUB-

Esta foi a reação de Francisco Pinto, presidente do Sport Clube da Régua, reforçando a ideia comum a todos os dirigentes que o mais importante é a saúde de todos. 

Aquando da interrupção da prova, o SC Régua ocupava a oitava posição, com 41 pontos somados ao fim de 22 jornadas, fruto de 12 vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Os durienses marcaram ainda 51 golos e sofreram 25.

Com o fim prematuro da prova, obviamente que trouxe “impactos negativos” às contas dos reguenses, que têm uma dívida pesada, como nos confirmou o presidente. “Como é o do conhecimento público, esta direção recebeu uma dívida elevada, mas está empenhada em honrar os seus compromissos, como o tem

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.