Quarta-feira, 4 de Agosto de 2021

PS de Bragança questiona legalidade de negócio entre Câmara e hospital privado

O PS de Bragança questiona a legalidade da venda de um imóvel e terreno municipais ao novo hospital privado pelo reduzido preço do negócio e por na sociedade da empresa estar envolvido o presidente da Assembleia Municipal.

-PUB-

As críticas dos socialistas na Câmara e na Assembleia levaram o presidente social-democrata Hernâni Dias e o presidente da Assembleia Municipal, Luís Afonso, a admitir “corrigir” a situação se for confirmada qualquer ilegalidade. Em causa está a venda do edifício onde funcionou o ISLA e de um terreno contíguo ao hospital privado que está a instalar-se em Bragança por 75% do valor de mercado, concretamente 75 mil euros, quando estava avaliado em 300 mil euros. Da sociedade do novo hospital privado faz parte Luís Afonso, conhecido empresário e político de Bragança ligado ao PSD e que atualmente é presidente da Assembleia Municipal.

Os vereadores do PS Nuno Moreno e Graça Patrício votaram contra o negócio em

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.