Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Reino Unido abre as portas em Vila Real

A OK Estudante, empresa especializada no encaminhamento de estudantes portugueses para universidades britânicas com as propinas 100% financiadas, chega agora em Vila Real para atender aos jovens desta região.

Até o momento, a OK Estudante já colocou mais de 3.500 estudantes portugueses em universidades reconhecidas no Reino Unido e os requisitos para entrar são muito mais simples do que se imagina.

Segundo Francisco Lourenço, Student Adviser na OK Estudante e também responsável pelo novo escritório em Vila Real, esta é uma grande oportunidade para os jovens do extremo norte do país. “Para entrar em muitas das universidades britânicas não é necessário ter médias altas e boas condições financeiras, pois a média não é o principal requisito para estas universidades e com o financiamento britânico das propinas, a possibilidade de realizar este sonho e estudar fora do país fica ao alcance de todos”.

A inauguração do escritório vai decorrer amanhã, onde será servido um cocktail aberto ao público. Com o crescente interesse dos estudantes em embarcar para o Reino Unido um dos objetivos da OK Estudante é estar em todos os cantos de Portugal para fazer um atendimento mais personalizado e permitir aos estudantes do interior tratarem do seu processo presencialmente, sem deslocações tão demoradas. 

“Ao estarmos em Vila Real ficamos entre as capitais do distrito de Bragança, Braga e Viseu. Estas regiões estão em grande desenvolvimento e a possibilidade destes jovens estudarem em várias das melhores universidades do Reino Unido com as propinas financiadas acaba por ser um abrir de portas para o mundo”, afirma Lourenço. 

A OK Estudante opera com as universidades do TOP 125 do Reino Unido e já possui escritórios em Lisboa, Porto, Leiria, Faro, Funchal e agora em Vila Real. 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.