Segunda-feira, 28 de Novembro de 2022

RI 13 entregou dádivas da São Silvestre

Cerca de duas toneladas de bens alimentares foram recolhidas, na sequência da campanha de solidariedade social realizada no âmbito da São Silvestre, a corrida que fez com que mais de seis centenas de atletas percorressem as ruas de Vila Real.   Sessenta cabazes de bens alimentares, recolhidos graças à organização da São Silvestre, foram entregues, […]

-PUB-

Cerca de duas toneladas de bens alimentares foram recolhidas, na sequência da campanha de solidariedade social realizada no âmbito da São Silvestre, a corrida que fez com que mais de seis centenas de atletas percorressem as ruas de Vila Real.

 

Sessenta cabazes de bens alimentares, recolhidos graças à organização da São Silvestre, foram entregues, pelo Regimento de Infantaria número 13 (RI13), no dia 21, à Empresa Municipal Vila Real Social que ficou responsável de os distribuir pelas várias Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS) do concelho.

“Acima de tudo, conseguimos os mantimentos”, sublinhou o Comandante Rebelo, do RI 13, sublinhando, ainda, o sucesso da prova, ao nível desportivo.

O mesmo responsável explicou que a Vila Real Social se prontificou para distribuir esses bens que, segundo fonte da Empresa Municipal, estão a ser entregues às IPSS vila-realenses, como forma de reconhecimento pelo trabalho que desenvolveram, ao longo deste ano.

Madeira Pinto, Vereador da Câmara Municipal de Vila Real, frisou a importância de recuperar a tradição de organização da São Silvestre, realçando que “mais importante, ainda, é esta prova manter a sua vertente social”.

Resta esperar que a São Silvestre “RI 13 – Cidade de Vila Real” regresse, no próximo ano, para, mais uma vez, voltar a ajudar a rechear a mesa de Natal dos mais carenciados, do concelho de Vila Real.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.