Domingo, 9 de Maio de 2021

São João de Tabuaço nas 7 Maravilhas da Cultura Popular

S. João de Tabuaço tem conquistado a simpatia da Região pelo ambiente de festa e bairrismo, particularidades que levaram a Câmara Municipal a candidatar esta festa do povo tabuacense às 7 Maravilhas da Cultura Popular.

A Câmara Municipal de Tabuaço, honrando e reconhecendo a generosidade das suas gentes, acaba de candidatar as Festas Sanjoaninas às 7 Maravilhas da Cultura Popular. O principal significado do S. João de Tabuaço está no espírito de entrega, generosidade e altruísmo das populações de cada uma das freguesias que compõem o concelho e que continuam, assim, a honrar as tradições das suas gentes e das suas terras.

Carlos Carvalho, autarca tabuacense, acredita que esta candidatura “contribuirá, de alguma forma, para a promoção e divulgação de uma festa tradicional que, embora num território de baixa densidade populacional, se mantem ao longo dos tempos graças, acima de tudo, ao contributo da população, uma fórmula que resulta e, por isso, se acredite que é em Tabuaço que o S. João se sente em casa!”

O S. João entrou na categoria de Festas e Feiras, tendo ainda o Município aproveitado outras categorias do Programa, nomeadamente, Artefactos, Lendas e Mitos e ainda Procissões e Romarias. As 7 Maravilhas da Cultura Popular são uma iniciativa que pretende valorizar e reconhecer o património cultural material e imaterial das várias regiões e localidades do país, contribuindo para a diferenciação e promoção territorial, contemplando várias categorias. Esta é a segunda vez que a Câmara Municipal de Tabuaço adere às 7 Maravilhas, tendo, numa primeira, feito uma candidatura na edição dos Doces de Portugal.

A primeira fase de candidaturas decorre até 08 de Março de 2020, sendo depois divulgada a lista de 21 candidatos por distrito.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.