Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021

Serviços de saúde reforçados com 54 profissionais

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste informou esta quarta-feira que, desde o início do combate à pandemia de Covid-19, os serviços de saúde do distrito de Bragança foram reforçados com 54 novos profissionais.

-PUB-

O reforço de pessoal, como explica aquela entidade, foi feito no âmbito das medidas adotadas pelo Governo “de contratação de caráter excecional, com o objetivo de garantir o pleno funcionamento das entidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS), de acordo com as necessidades acrescidas durante a pandemia”.

A capacidade de resposta das unidades de saúde da região “foi assim aumentada com a entrada em funções de 41 assistentes operacionais, 12 enfermeiros e um técnico superior do ramo de farmácia, que se juntaram às equipas então no terreno”, divulgou em comunicado.

Nos últimos dois meses, desde o início da crise provocada pelo novo coronavírus, a ULS do Nordeste, que gere três hospitais e 14 centros de saúde, “reorganizou e reforçou os seus serviços para o combate à infeção na região, não só em termos de espaços, de circuitos e de equipamentos, mas também de equipas de recursos humanos”.

Depois das últimas semanas centradas no combate à pandemia, “está agora em curso a retoma da atividade assistencial programada, nomeadamente o reagendamento e a realização de consultas, cirurgias e meios complementares de diagnóstico e terapêutica”, uma retoma que “está a decorrer na salvaguarda quer do cumprimento escrupuloso das regras de saúde pública, quer da manutenção da prontidão de resposta necessária a um eventual aumento da incidência da infeção”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.