Domingo, 19 de Setembro de 2021
© DR

Setembro, mês da consciencialização para a Síndrome do Ovário Poliquístico

Conhecida por SOP, é a desordem endocrinológica mais comum em idade fértil e pode provocar alterações do ciclo menstrual, quistos nos ovários e dificuldade em engravidar. O diagnóstico precoce e um acompanhamento médico especializado são fundamentais

-PUB-

Setembro é o mês eleito para a sensibilização para a Síndrome do Ovário Poliquístico (SOP). A este propósito, a VTM contactou Daniela Freitas, especialista em Ginecologia-Obstetrícia no Hospital da Luz de Vila Real, para nos explicar, em traços gerais, do que se trata, quais os sintomas a que deve estar atenta e qual o diagnóstico a fazer.

De forma sucinta, a SOP “é a desordem endocrinológica mais comum em idade fértil, afetando cerca de 5 a 10% da população feminina em idade reprodutiva. A sua etiologia permanece desconhecida, com fatores ambientais e hereditários na sua génese, levando a uma produção excessiva de androgénios ao nível do ovário”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.