Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2021

Smartravel debate cidades e turismo inteligentes em Bragança

A cidade de Bragança recebe entre quinta-feira e domingo a 6.ª edição do Smartravel, um congresso que junta contributos de personalidades nacionais e internacionais sobre as cidades e o turismo inteligentes.

-PUB-

Associado ao conceito “smart” (inteligente), este evento propõe-se mostrar que as soluções e estratégias sustentáveis não estão apenas ligadas às novas tecnologias, mas ao aproveitamento do potencial existente localmente.

Entre o painel de oradores estão nomes como Natália Olson-Urtecho, membro da administração Obama, nos Estados Unidos, o antigo ministro português Daniel Bessa, Helena Freitas, Antónia Correia, Nestor Garcia, António Bob Santos, Barbara Leão de Carvalho, Daria Batukhtina.

O tema desta edição é a “Devolução”, que o organizador Vítor Pereira explica como “a necessidade de voltar às origens e organizar o nosso pensamento, colocando-o mais próximo da natureza”.

O evento é organizado em parceria com a Câmara de Bragança com o presidente Hernâni Dias a sublinhar que nesta edição pretende-se que seja “devolvida esperança” aos territórios de baixa densidade, sublinhando o “potencial enorme” que têm.

Desta forma, defende o autarca, é possível “trabalhar o futuro de forma mais sustentável e com a garantia de que quem aqui se queira fixar tem progresso e sucesso à sua frente”.

Sendo um dos primeiros eventos do género organizado no interior de Portugal, o Smartravel tem-se dedicado aos temas das periferias, regiões remotas, cidades mais pequenas e distantes dos grandes centros de decisão.

Desde 2014, já passaram por Bragança mais de 150 oradores nacionais e internacionais, representando municípios, instituições, empresas e academia.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.