Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Taça Nacional de Cadetes

Decorreu, no dia 15 de Abril, em Vila Real, a 4.ª Prova da Taça de Portugal de Cadetes, pontuável para a fase final da Taça de Portugal da categoria, num percurso que ligou Vila Real, Sabrosa, Balsa, Justes, Sanguinhedo, com chegada junto a Nossa Senhora da Conceição, em Vila Real, num total de 60 km, […]

Decorreu, no dia 15 de Abril, em Vila Real, a 4.ª Prova da Taça de Portugal de Cadetes, pontuável para a fase final da Taça de Portugal da categoria, num percurso que ligou Vila Real, Sabrosa, Balsa, Justes, Sanguinhedo, com chegada junto a Nossa Senhora da Conceição, em Vila Real, num total de 60 km, percorridos à média de 39km/h. Alinharam à partida 82 ciclistas, representado 17 equipas nacionais, num percurso com bastante público a apadrinhar, nas várias localidades, a passagem dos ciclistas e da caravana velocipédica.

A equipa transmontana Sprint Bike/Ciclomotores Campeã/CC Vila Real alinhou com 4 atletas, Pedro Duarte, Artur Lopes, Diogo Vieira e Leonel Coutinho, jovem ciclista que transitou do escalão de Juvenis, na época transacta (afirmando-se no mesmo), sendo um estreante no forte escalão de Cadetes na presente época. Apesar do calor que se fez sentir e das várias tentativas de fuga infrutíferas, o pelotão rolou compacto, até ao km 46 da etapa, altura onde surgiram as escaramuças e a decisão da etapa. O espectacular ataque do atleta Leonel Coutinho, na difícil subida da Balsa, seleccionou os melhores da corrida. O ritmo forte, imposto pelo atleta Leonel Coutinho, fraccionou todo o pelotão, onde apenas dois ciclistas aguentaram o ritmo imposto pelo atleta do CCVR: Daniel Freitas, o líder da Taça de Portugal, e Hélder Ferreira. O trio manteve um ritmo forte, na subida, e, a 1 quilómetro do topo da subida, Leonel Coutinho teve uma avaria mecânica, originada pela quebra de um raio da roda de trás, impossibilitando-o de manter o ritmo dos outros dois atletas e seguir com eles nos últimos 12 km da etapa, tendo concluído a etapa num honroso 3.º lugar, a, apenas, 30 segundos do vencedor. De salientar, também, o excelente trabalho do ciclista Artur Lopes, pelo facto de o mesmo ter anulado as várias tentativas de fuga, em toda a etapa, em especial no correr de toda a difícil subida, tendo o ciclista contribuído para o resultado alcançado pelo seu colega de equipa, onde o mesmo, apesar do seu trabalho, conseguiu alcançar um excelente 7.º lugar, com o mesmo tempo do 4.º classificado e, apenas, a 1m30s do vencedor.

De parabéns esteve a Associação de Ciclismo de Vila Real, organizadora e responsável pelo evento, pelo excelente trabalho desenvolvido, bem como toda a equipa e colégio de comissários. Não se percebeu, no entanto, o porquê da ausência do Vereador do Desporto ou de um representante da autarquia de Vila Real, neste prestigiado evento, de âmbito nacional, para a categoria dos mais jovens, apesar de ter sido convidado com a devida antecedência, a fim de poder apadrinhar, também, esta prova e entregar o prémio ao 3.º classificado, o atleta de Vila Real.

Classificações gerais da Equipa Sprint Bike/ Ciclomotores Campeã/ C. C. de Vila Real:

3.º – Leonel Coutinho

7.º – Artur Lopes

48.º – Diogo Vieira

76.º – Pedro Duarte

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.