Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021

Tribunal de Contas valida empréstimo que permite investimento de 4,1 ME

O Tribunal de Contas deu parecer positivo ao empréstimo que irá permitir ao Município de Macedo de Cavaleiros suportar a comparticipação financeira de cinco projetos de investimento avaliados em mais de 4,1 milhões de euros.

-PUB-

Para o autarca, Benjamim Rodrigues, esta “é uma excelente notícia, dado que estamos a falar de projetos muito importantes para a melhoria das condições de vida dos munícipes, para a atração de turistas e investimento externo”.

Em causa estão os projetos de requalificação urbana do Bairro de São Francisco de Assis (mais de 2,6 milhões de euros), a requalificação do Centro Hípico de Grijó (283 mil euros), da Valorização do Troço de Macedo de Cavaleiros da Linha do Tua (605 mil euros) e a requalificação da Escola Secundária (620 mil euros). No total o investimento ultrapassa os 4,1 milhões de euros, dos quais 771 mil serão suportados pela câmara através de um empréstimo bancário e o restante será comparticipado através de fundos europeus.

“Esta aprovação do Tribunal de Contas é mais um sinal claro de que estamos a trabalhar no sentido correto para a consolidação e credibilização das contas do nosso município”, explica o autarca. 

No projeto do Centro Hípico de Grijó consta a reconstrução do centro existente, e ainda a criação de edifícios destinados a boxes e a um picadeiro coberto. 

No que respeita ao projeto de Valorização do Troço de Macedo de Cavaleiros da Linha do Tua, a antiga estação de Macedo passará a ser sede do Geopark Terras de Cavaleiros enquanto a do Azibo será transformada num albergue de apoio a cicloturistas e num abrigo para bicicletas. As duas estações serão ainda ligadas por uma ciclovia e por uma ecopista na área da Paisagem Protegida do Azibo.

“Depois de dois anos de algum sufoco financeiro e de um trabalho rigoroso na consolidação de contas, estamos finalmente a ver o investimento chegar à nossa terra”, congratula-se Benjamim Rodrigues.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.