Domingo, 13 de Junho de 2021

Voltar a sorrir sob forte tempestade

Disputado debaixo de uma forte tempestade, muito frio, com um vento bastante forte e com muita chuva, o que prejudicou o desempenho das duas equipas, os transmontanos levaram a melhor e venceram por duas bolas a uma (1-2), com o golo decisivo a ser marcado por Bura no seguimento de um canto, regressando aos triunfos três jornadas depois

-PUB-

FUTEBOL II LIGA

Os locais averbaram a terceira derrota consecutiva, incluindo todas as competições.

Enquanto Capucho deu a titularidade aos mesmos elementos que perderam diante da Académica, Carlos Pinto apresentou quatro novidades: R. Viegas, Bura, Batxi e Wellington mereceram a sua confiança.   

A primeira equipa a dar um sinal de relativo perigo foram os serranos num lance de Gui (8’) que rematou por cima da baliza de Paulo Victor e num livre lateral em que Joel Vital (25’) não conseguiu acertar no esférico. Apesar destes lances, o jogo era disputado preferencialmente na zona intermediária, com muita entrega dos jogadores.

Os transmontanos, a jogarem contra o vento, tentavam chegar ao último ofensivo, mas a organização defensiva local superiorizava-se. Contudo, aos 37’, Toro trabalhou bem na área adversária e disparou para grande defesa de Leo Navachio para canto. Na sequência do canto, Juninho foi travado em falta por Daffé, o que levou o árbitro a assinalar grande penalidade que Zé Tiago, com muita calma e classe, transformou em golo. Até ao intervalo não aconteceu qualquer lance de registo.

A perder, o treinador dos serranos foi efetuando substituições em busca de alterar os acontecimentos. Contudo, apesar de ter mais bola, o Covilhã não criava lances capazes de fazer perigar as redes de Paulo Victor. De resto, os flavienses estiveram perto de ampliar o marcador por Nuno Coelho (61’), mas o seu remate esbarrou na floresta de pernas dos locais.

A igualdade surgiu através de Gilberto, de uma grande penalidade a castigar um corte de Bura que o árbitro considerou ter sido com o braço. A reação dos transmontanos foi imediata com Zé Tiago (65’) a desperdiçar grande oportunidade quando, em excelente posição, rematou para as nuvens. Seria na marcação de um canto de Benny que chegaria o golo da vitória com Bura a rematar para as redes.

Os locais

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.