Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021

10 mil euros investidos na aquisição de computadores e acesso à internet

O município de Vimioso vai investir cerca de 10 mil euros na aquisição de computadores, ‘routers' e acessos à internet para assegurar o ensino à distância aos alunos do 2º e 3º ciclo, indicou hoje o presidente da câmara.

-PUB-

"Estamos em perfeita articulação com a direção do Agrupamento de Escolas para se fazer o levantamento das reais necessidades dos alunos, para perceber quem tem computador ou acesso à internet e até ao final da semana ter o processo concluído", indicou Jorge Fidalgo.

O município do Vimioso, no distrito de Bragança, só tem alunos a frequentar o Agrupamento de Escolas local até ao 9º ano de escolaridade.

"Se pudermos alargar esta medida, numa outra fase serão contemplados os alunos do 4º ano do 1º ciclo de escolaridade. Contudo, será uma situação que carece de avaliação", concretizou o autarca social-democrata.

Agora, disse, o importante é que os alunos do 2º e 3º ciclo tenham " o mais rapidamente, possível as ferramentas necessárias para poderem assistir às suas aulas com os respetivos professores".

Jorge Fidalgo adiantou que há cerca de meia centena de alunos que têm estas necessidades.

"Achamos que com estes 50 casos podemos satisfazer as necessidades dos alunos do 4º ano. Esta avaliação terá de ser feita de forma diária e permanente", disse.

Será igualmente necessário verificar quais os alunos que estão em condições de utilização de um computador para o ensino à distância, como é o caso dos alunos do 1º e 2º ano do 1º ciclo, sem o respetivo acompanhamento.

"Estamos, nestes casos, na disponibilidade de articular com as juntas de freguesia do concelho a recolha e a entrega dos trabalhos escolares para os alunos mais novos, de forma a haver uma maior proximidade neste novo processo”, vincou.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.