Domingo, 9 de Maio de 2021

14 casos confirmados em Unidade de Cuidados Continuados

Uma funcionária e 13 utentes da Unidade de Cuidados Continuados (UCC) de Torre de Moncorvo estão infetados pelo novo coronavírus. De acordo com o provedor da Santa Casa da Misericórdia local “há 14 pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus, 13 utentes e uma funcionária”. Em declarações à Lusa, Fernando Gil adiantou que “foram acionados todos os mecanismos […]

Uma funcionária e 13 utentes da Unidade de Cuidados Continuados (UCC) de Torre de Moncorvo estão infetados pelo novo coronavírus.

De acordo com o provedor da Santa Casa da Misericórdia local “há 14 pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus, 13 utentes e uma funcionária”. Em declarações à Lusa, Fernando Gil adiantou que “foram acionados todos os mecanismos possíveis para conter a propagação da covid-19”.

A UCC é gerida pela Santa Casa da Misericórdia de Torre de Moncorvo (SCMTC) e tem 24 utentes, sendo que 11 viram os resultados dos testes darem negativo.

Com medidas de contingência em prática há quase três semanas, a UCC está agora em isolamento profilático e, segundo Nuno Gonçalves, presidente da câmara municipal, “os 24 utentes foram separados em dois grupos”.

“Há 13 utentes infetados que foram transferidos para uma ala da UCC e numa outra estão os não infetados. Os doentes que se encontram na UCC estão a ser acompanhados por cinco funcionários, sendo que três são auxiliares e dois são enfermeiros”, explicou o autarca.

Lembrar que o município de Torre de Moncorvo começou a fazer testes de despistagem em todas as Intuições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho no dia 1 de abril e “os testes que revelaram 14 pessoas infetadas foram realizados, nesse mesmo dia, por uma equipa da Unidade Local de Saúde do Nordeste”, esclareceu Nuno Gonçalves.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.