Quarta-feira, 5 de Outubro de 2022

1,5 milhões de euros para combater insucesso escolar

A Câmara de Chaves vai aplicar 1,5 milhões de euros no combate ao insucesso escolar, no âmbito de um plano que quer tornar a escola mais atrativa e que criou duas equipas de intervenção, anunciou hoje a autarquia.

-PUB-

“Queremos que a escola seja um espaço de atração para todos os jovens e tenha todas as condições e onde eles gostem de ir todos os dias. Isto será condição para que os jovens melhorem os níveis de aprendizagem e as notas”, afirmou hoje à agência Lusa o presidente do município, Nuno Vaz.

Para o autarca, no essencial o projeto visa “remover barreiras” para que os jovens percebam “a importância que tem a escola”.

O município de Chaves, no distrito de Vila Real, está a implementar o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE), que vai intervir em todos os estabelecimentos escolares e formativos do concelho, instituições sociais e culturais.

O plano prevê um investimento de 1,5 milhões de euros e resultou de uma candidatura ao Programa Operacional Regional do Norte (Norte 2020).

O projeto tem “como objetivo diminuir as taxas de retenção e de desistências nas escolas, promover o desenvolvimento de competências psicossociais, potenciar a motivação para a aprendizagem e aquisição de conhecimentos, melhorar a comunicação escrita e verbal, bem como valorizar a cidadania ativa, a criatividade e a inovação”.

Para a concretização destes objetivos, foram criadas duas equipas de intervenção compostas por 14 técnicos superiores e dez contratualizações pontuais (para reforço nas interrupções letivas), em áreas como psicologia, serviço social e ciências sociais, ciências da educação, animação sociocultural, educação ambiental, desporto.

A missão é desenvolver atividades estratégias junto dos alunos do concelho até 2020.

A equipa “Viver a Sociedade” vai programar e dinamizar atividades destinadas às interrupções letivas e férias, enquanto que a “Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva” vai acompanhar os alunos em situações de risco, bem como as respetivas famílias.

Ao todo estão previstas 189 ações, desde teatro, ateliers, cinema, ‘stand up comedy’, canoagem, ações de sensibilização, ‘workshops’, concursos, espetáculos musicais, artes plásticas, intercâmbios ou visitas de estudo.

Para além das duas equipas de intervenção, vão ainda ser realizados três fóruns, que se traduzirão em mostras tecnológicas, conferências científicas, ciência viva na escola e jogos em ambientes de aprendizagem.

A primeira edição, sob o mote “Fórum de Educação e Inovação”, ocorrerá de 29 de abril a 04 de maio e proporcionará contacto com as novas tecnologias, nomeadamente realidade aumentada, hologramas, drones, robótica e variados sistemas de interação.

O PIICIE quer envolver todos os membros da comunidade escolar, designadamente dos encarregados de educação, pais e instituições, através da realização de ações de sensibilização e de capacitação relacionadas com diferentes temáticas.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.