Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021
©DR

2,5 milhões de euros de apoio às famílias e economia local

A Câmara de Mirandela anunciou hoje um pacote de medidas de apoio às famílias e à economia local, com um valor global de 2,5 milhões de euros, para minimizar os impactos da crise provocada pela pandemia de covid-19.

-PUB-

O pacote inclui 43 medidas, aprovadas em reunião de câmara na quinta-feira, que passam por pagamento a todos os fornecedores, isenções de taxas e rendas sociais, suspensão do pagamento de água e saneamento e incentivos ao pequeno comércio e produtores.

A principal novidade entre as medidas anunciadas hoje, em conferência de imprensa virtual pela presidente da Câmara, Júlia Rodrigues, está uma verba de 300 mil euros com que o município vai financiar descontos no comércio local na retoma da atividade depois com o alívio das medidas de contenção da pandemia.

A medida deste município do distrito de Bragança consiste num cartão a que os comerciantes podem aderir para fazer descontos ao consumidor final, que serão custeados pelos 300 mil euros disponibilizados pela autarquia.

O cartão destina-se a todo o pequeno comércio, desde restaurantes a lojas de ruas, que foram encerrados pelo estado de emergência ou viram a atividade reduzida.

O comércio beneficiará também de outras medidas como isenções nas rendas no mercado municipal àqueles que estiveram encerrados, mas também de taxas para as esplanadas, licenças para obras e isenção e moratória nos pagamentos da água e saneamento que se prolongam, algumas das medidas até novembro e outras até ao final do ano.

Para as famílias há também um reforço da ação com uma verba de 120 mil euros, que duplica a dotação financeira prevista no orçamento municipal, para acudir a necessidades individuais e das famílias de bens essenciais e medicamentos.

Parte da verba, como explicou a presidente, destina-se aos ‘kits’ de emergência que estão a ser entregues às famílias necessitadas com alimentos e produtos de higiene e limpeza.

Até ao dia de hoje “124 famílias” receberam estes cabazes que beneficiaram um total de “400 pessoas”, segundo a presidente.

A autarquia pretende também contrair um empréstimo para pagamento total a todos os fornecedores, uma medida que ainda terá de ir à aprovação da Assembleia Municipal.

No apoio aos pequenos produtores, a autarquia criou também uma plataforma digital para facilitar o escoamento dos produtos durante a pandemia e tem adquirido à produção local alguns dos bens que está a distribuir.

O município tem também em curso várias medidas de prevenção e combate à covid-19 como o centro de comando, que concentra todas as atividades relacionadas com a crise ou a lavagem e higienização de ruas e equipamentos por todo o concelho.

Para o efeito foi ativado um fundo de 200 mil euros que contempla a aquisição de equipamentos de proteção e outros bens.

O município decidiu ainda suspender o pagamento de parcómetros na cidade de Mirandela e começou já a distribuir computadores e Internet pelos alunos do concelho, para garantir que todos têm condições de acesso às aulas à distância.

Os estudantes estão também isentos do pagamento das rendas nas residências estudantis da Câmara até ocuparem novamente os espaços.

O concelho de Mirandela regista 19 casos de infeção pelo novo coronavírus, de acordo com a autarca.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.