Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Água das termas utilizada para aquecer edifícios e combater descarbonização

Contrato de financiamento do projeto piloto de criação de uma minirede de geotermia foi assinado na presença do secretário de estado adjunto e da energia, João Galamba

-PUB-

Criar a maior rede urbana de geotermia de Portugal Continental e colocar Chaves na vanguarda do combate à descarbonização. É esse o objetivo da autarquia flaviense com o projeto piloto de criação minirede de geotermia que vai permitir também utilizar a água termal para aquecer edifícios públicos e privados no centro da cidade. 

“Esta era uma velha ambição que há muito era acalentada em Chaves. Aproveitamos um recurso endógeno que é muito nosso para contribuirmos para a descarbonização e termos uma economia mais sustentável”, referiu Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves, no dia em que foi garantido o financiamento do projeto com a assinatura do protocolo de Incentivo Financeiro para a Promoção da utilização

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.