Domingo, 3 de Julho de 2022

Alberto Machado absolvido do crime de abuso de poder

Em causa estava um alegado favorecimento a uma empresa da Guarda, sobre um estudo prévio para a renovação do Hotel Universal, localizado em Pedras Salgadas.

O presidente da câmara de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, ficou “aliviado” depois de ouvir a sentença do Tribunal de Vila Real, que o absolveu do crime de abuso de poder e prevaricação de titular de cargo político. 

Os outros dois arguidos do processo, o antigo presidente da câmara aguiarense, Domingos Dias, e o funcionário da autarquia António Lameiras, também foram absolvidos.

No final da leitura do acórdão, Alberto Machado revelou que viveu meses de “pesadelo pessoal”. Desde o início, “assumi ter assinado a adjudicação do concurso público em causa, em substituição do então presidente da câmara de Vila Pouca de Aguiar, Domingos Dias. Essa foi a única intervenção que eu tive no processo, que eu

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.