Sexta-feira, 25 de Junho de 2021

Alemã Orasan e empresa vila-realense doam milhares de máscaras

Altruísmo e espírito de missão são qualidades universalmente reconhecidas aos portugueses. A sua generosidade e a resposta imediata em situações extremas são parte do seu ADN, constituindo "um exemplo para todos os povos". 

-PUB-

Nestes dias difíceis de pandemia mundial, em que um organismo invisível, repentinamente revolve o quotidiano de milhões de pessoas, subtraindo, indiscriminadamente, vidas humanas, pondo tudo e todos à prova, uma história de partilha de conhecimentos e de disponibilização de meios em prol da humanidade aproximou os protagonistas de duas empresas, distantes milhares de quilómetros.

A CEO da grossista alemã de produtos farmacêuticos, Orasan GmbH, Gerlinde Wagner (Linda) – casada com um português natural da Nazaré, Carlos Figueiras – e o CEO da empresa vila-realense representada da Orasan, uniram esforços e mobilizaram meios no sentido de criar uma cadeia de fornecimento de equipamentos de proteção individual contra a propagação do coronavírus na Alemanha, Austria e Monaco. Em tempo record, esta parceria inesperada, agilizou procedimentos que possibilitaram adquirir e fornecer, com garantia e segurança, máscaras respiratórias, viseiras, roupas de proteção, ventiladores, entre outros equipamentos de proteção pessoal aos profissionais de saúde dos paises em cima mencionados.

Em paralelo colocaram em marcha uma nobre iniciativa de solidariedade, fundeada em corações que batem por Portugal e pelos portugueses, como o de Linda Wagner que, apesar de germânica, tem, por Portugal e, em particular, pela Nazaré, um carinho e dedicação desmedidos. Cerca de 15 000 máscaras foram entregues ao município da Nazaré e outras 50 000  ao município de Vila Real, por forma a que estas cheguem a milhares de pessoas. Gestos que reforçam a crença no amor ao próximo e a esperança num futuro melhor, só possíveis através da parceria estabelecida entre a Orasan e a empresa representada da Orasan, sediada em Vila Real.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.