Sexta-feira, 15 de Outubro de 2021

Alto Tâmega aplaude retoma da divulgação de boletim epidemiológico local

As câmaras de Chaves, Montalegre, Valpaços e Boticas saudaram o Ministério da Saúde pela “reversão da decisão” que alegadamente impedia a divulgação do boletim epidemiológico da Unidade de Saúde Pública (USP) do Alto Tâmega e Barroso.

-PUB-

As quatro autarquias do Alto Tâmega, no distrito de Vila Real, manifestaram a sua satisfação através da rede social Facebook, publicando também o boletim epidemiológico de hoje da USP do Alto Tâmega e Barroso, depois de essa divulgação não ter acontecido na sexta-feira.

No entanto, a ministra da Saúde, Marta Temido, negou ontem qualquer “proibição de partilha de informação” a nível local ou regional, depois de várias autarquias terem criticado, na sexta-feira, orientações às autoridades regionais para não divulgarem informação estatística local.

“Quero esclarecer inequivocamente que não há qualquer proibição de partilha de informação. Há, sim, um apelo claro a todas as entidades que integram o Ministério da Saúde, em especial as autoridades locais e regionais de saúde, [para que] se concentram no envio de informação atempada e consistente para o nível nacional. Boletins parcelares podem ser causadores de análises fragmentadas. Acresce, pela dimensão de alguns dados, a possibilidade de violação do segredo estatístico”, disse Marta Temido, na conferência de imprensa diária da Direção-Geral da Saúde.

Apesar disso, municípios como o de Chaves saudaram “o Ministério da Saúde pela reversão da decisão que impedia a divulgação da informação constante no relatório epidemiológico emanado pela autoridade de saúde local”.

Também a autarquia de Montalegre, na mesma rede social, saudou a decisão do Ministério da Saúde pela “reversão da decisão”.

Já o município de Boticas manifestou a sua satisfação pela medida, mas realçou que a informação prestada aos cidadãos deve ser “séria e transparente”.

A Câmara de Valpaços destacou na sua nota que “imperou o bom senso” e que “a união [dos municípios] faz a força”.

A USP do Alto Tâmega e Barroso não divulgou na sexta-feira o boletim epidemiológico diário após 29 dias consecutivos a fazê-lo, onde assinalava a evolução diária dos casos positivos ou suspeitos de covid-19.

 

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.