Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
No menu items!

Alunos ficaram a conhecer a “Rota de Magalhães”

No pavilhão gimnodesportivo da Diogo Cão realizou-se o espetáculo “Rota de Magalhães” pelos alunos de complemento à educação artística que integram as turmas de flexibilidade curricular.

-PUB-

Este trabalho partiu da conjugação de três áreas artísticas, expressão dramática, expressão musical e expressão plástica rompendo-se com o conceito de turma. Num mesmo projeto, três grupos, com alunos provenientes de turmas diferentes, três professores, três espaços, onde os alunos optaram livremente pela área a explorar e desenharam a sua própria rota de ação, numa lógica de descoberta de um dos países da viagem de circum-navegação de Fernão Magalhães.

Ao longo do ano, estes alunos reconheceram as várias etapas do processo artístico (pesquisa, investigação, experimentação e reflexão), pesquisando sobre Fernão de Magalhães, produzindo artefactos, textos, melodias, adequando os meios materiais e técnicos à ideia do desenvolvimento deste espetáculo.

Estas crianças enquanto cresciam pessoalmente desenvolveram o seu pensamento crítico e criativo de forma cada vez mais autónoma. A sensibilidade estética e artística que desenvolveram esteve patente nesta noite, em que dominaram a comunicação na demonstração da “Rota de Magalhães”.

O trabalho de equipa esteve patente nesta viagem onde foi visível a cooperação, colaboração e partilha entre as dezoito turmas de segundo ciclo envolvidas.

A escola Diogo Cão levou a plateia, rendida aos jovens talentos, numa viagem que partiu de Espanha passando pelo Brasil, Argentina, Filipinas, Indonésia e Cabo Verde.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS