Quarta-feira, 16 de Junho de 2021

Aniversário do Património Mundial celebrado no Museu do Douro

O Museu do Douro anunciou hoje que vai celebrar o 19.º aniversário do Douro Património Mundial no dia 14 de dezembro.

-PUB-

Os 19 anos do reconhecimento do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial da UNESCO assinalam-se no dia 14 de dezembro e o Museu do Douro associa-se a esta data com a entrega dos prémios do concurso internacional de fotografia "Douro Património Contemporâneo – Memória com futuro" e a abertura da exposição de Rui Pires.

Segundo informou, em comunicado, os eventos serão realizados ‘online’, com transmissão na página de facebook do Museu do Douro.

Para celebrar o dia, vai realizar-se a abertura da exposição e apresentação do catálogo Rui Pires na coleção Museu do Douro, patente na sala de exposições temporárias, com cerca de 40 fotografias impressas sobre tela.

No espaço exterior está exposto, em estruturas retroiluminadas, um maior número de imagens desta coleção, que contempla, um total de 324 fotografias.

De acordo com a instituição, a exposição resulta de um trabalho exaustivo do fotógrafo documentarista Rui Pires, que em 2006 começou a fazer um levantamento paisagístico do Alto Douro Vinhateiro, tendo optado por fotografar com câmaras de grande formato e chapas de diapositivo de cor, de forma a evidenciar a máxima qualidade das texturas e cores da paisagem duriense.

Estão previstas várias apresentações desta mostra para 2021, com passagem por Lisboa, Faro, Madrid, Barcelona, Castela e Leão e Galiza, numa iniciativa que conta com o apoio do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Por sua vez, o concurso internacional de fotografia, cujos prémios são entregues no dia 14, desafiou os participantes para “a descoberta e observação do Douro”, retratando a “memória secular” duriense, as suas gentes, construções e objetos com que fazem vinho.

O primeiro prémio foi atribuído a António Jaime Abrunhosa, com o conjunto “Paisagens", o segundo prémio a João Galamba, com o conjunto “Linhas do Douro” e o terceiro prémio a Alexandra Guedes, com o conjunto “As 4 estações no Douro”.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.