Terça-feira, 28 de Setembro de 2021

Antiga escola primária de Sobreira está a ser recuperada

O edifício da antiga escola primária de Sobreira está a ser objeto de reabilitação, em que estão a ser recuperados os espaços interiores e exteriores, por forma a que a sua requalificação “dê uma resposta mais diversa a novas utilizações”.

-PUB-

A câmara de Murça procura dar uma “nova vida” a um imóvel que serviu de casa de ensino e aprendizagem a tantas crianças e jovens daquela localidade, construído, no tempo do Estado Novo, um local privilegiado da aldeia, e que pretende, agora, “ser um espaço que potencie atividades de caráter social e cultural, ao serviço da população”.

Frequentemente, as pessoas de Sobreira dão dinâmica à aldeia com a realização de eventos e de iniciativas culturais e recreativas, que envolvem não só os locais, como também habitantes de outras freguesias, e que têm tido na antiga escola o seu espaço de apoio.

Assim, e tendo em conta a importância da preservação do imóvel e tudo o que ele representa, a autarquia quer criar um espaço multiusos, com “condições de utilização dignas e que vá de encontro às necessidades das pessoas”. Preparado para inúmeras valências, “é um apoio fundamental na capacitação de soluções ao nível social, cultural e económico, explica a câmara em comunicado. 

RECUPERAÇÃO DA RIBEIRA DO BRÁS 

Retomaram, na semana passada, os trabalhos de recuperação e integração paisagística da Ribeira do Brás, em Sobreira.

A primeira fase deste projeto de valorização da margem ribeirinha desta localidade, teve como objetivo a “remoção de lamas, estabilização de talude, regularização de plataformas na área adjacente às linhas de água, e, construção de muros para a condução de águas”, esclarece o município, liderado por Mário Artur Lopes.  

Agora, esta nova fase prevê a “plantação e distribuição de árvores em locais de características adequadas, identificados em visitas técnicas anteriores, que, teve em consideração a localização e manutenção de plantações pré-existentes naquele local”.

Prevê, ainda, a colocação de 11 conjuntos de mesas e respetivos bancos em granito, e a colocação de uma ponte em madeira, sobre linha de água afluente à Ribeira, perfeitamente enquadrada no espaço natural

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.