Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021

AquaValor procura pessoal qualificado em várias áreas

São oito postos de trabalho disponíveis para técnicos qualificados, que irão trabalhar no Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água (AquaValor).

-PUB-

As vagas disponíveis são para pessoal “altamente qualificado”, como anunciou a associação, revelando que procura um licenciado em Gestão/Marketing; um mestre em Engenharia Informática; um mestre em Química/Bioquímica; um mestre em Microbiologia; um doutorado em Informática; um doutorado em Ciências da Saúde; dois doutorados em Microbiologia/Química/Bioquímica.

Fernando Queiroga, presidente da associação, refere que estes recursos humanos irão “promover a investigação e, eventualmente, também criar produtos com base neste tema da água.  Naturalmente que também se deve melhorar os que existem”, adiantando que quando falamos “em novos produtos, falamos de consumo, de produção, cosméticos, até mesmo a questão dos tratamentos que podem ser diferenciados”. 

Pretende-se “gerar valor na região com os produtos que temos, melhorando-os, e acima de tudo, e esse é que é o chapéu que estes seis municípios pretendem, a fixação de ativos e a capacitação das suas valências”.

A associação atua, essencialmente, em torno da temática da água, potencializando as vertentes do turismo, agricultura, termas e energia, enquanto valor distintivo e identitário, que pode trazer crescimento económico ao Alto Tâmega, como explicou Fernando Queiroga. “A água é um elemento comum e importante aos seis municípios do Alto Tâmega (Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena Valpaços e Vila Pouca de Aguiar), por isso esta é a nossa marca identitária, que une os seis concelhos”, destacando que é preciso saber aproveitar este recurso. “Temos excelentes águas na região, como a de Carvalhelhos, Campilho, Vidago, e Pedras Salgadas, que são ainda utilizadas em tratamentos e também na produção de energia hídrica. A água é, portanto, um tema comum e este foi o elemento unificador”, frisou o também presidente da câmara de Boticas.  

Apostando em outras áreas complementares, o AquaValor pretende fixar ativos especializados e atrair novos postos de trabalho qualificado, dinamizando o tecido empresarial e o contexto socioeconómico e cultural, de forma a capacitar a região com novas valências. 

O AquaValor é uma associação privada sem fins lucrativos, liderada pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e pelo Instituto Politécnico de Bragança e envolve 26 associados.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.