Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Assembleia Municipal aprovou expropriação da Quinta do Trem

Numa altura em que autarquia procede já à análise das propostas apresentadas no âmbito do concurso público para a construção do Centro Transfronteiriço de Serviços Logísticos, foi aprovada, em Assembleia Municipal, a expropriação de parte dos terrenos da Quinta do Trem, o espaço do Centro Histórico de Vila Real, onde será construída, ainda, uma zona […]

Numa altura em que autarquia procede já à análise das propostas apresentadas no âmbito do concurso público para a construção do Centro Transfronteiriço de Serviços Logísticos, foi aprovada, em Assembleia Municipal, a expropriação de parte dos terrenos da Quinta do Trem, o espaço do Centro Histórico de Vila Real, onde será construída, ainda, uma zona de lazer e um parque de estacionamento.

 

Foi aprovado, por maioria, na reunião da Assembleia Municipal que se realizou no dia 23, a “Declaração de utilidade pública de expropriação urgente” da Quinta do Trem, espaço onde ficará sedeado o Centro Transfronteiriço de Serviços Logísticos (CTSL) de Vila Real.

“Com a aquisição destes terrenos, queremos dar cumprimento à parte dos Planos de Pormenor do Centro Histórico e do Parque Corgo”, explicou Manuel Martins, autarca vila-realense, adiantando que, para além da reconstrução do edifício já existente, para a implementação do CTSL, os Planos prevêem, ainda, a construção de “uma praça, com vista sobre o rio, e um parque de estacionamento”.

Relativamente ao Centro de Logística, o edil adiantou que “em breve”, a obra será adjudicada, sendo de realçar que o Concurso Público recebeu propostas das empresas “Quelhas S.A” e “Sofranda S.A.” que apresentaram valores de proposta de 580.539.78 e 592.619.24 euros, respectivamente, “seguindo-se, agora, um período de análise, pela Comissão de Análise de Propostas”.

O objectivo de trazer o CTSL ao Centro Histórico prende-se com o intuito final de, segundo Manuel Martins, “trazer mais gente àquela área da cidade” que, desde há muito, vem sofrendo com o fenómeno de desertificação.

A idealização da constituição do Centro Transfronteiriço surgiu, no âmbito do projecto “Logística Transfronteriza SP2.P.39/03” que, financiado pelo programa INTERREG III, resulta da estreita relação da capital de distrito transmontana com a cidade espanhola de Benavente, onde será construída uma estrutura idêntica.

Questionado sobre uma decisão de expropriação para o “Hotel do Parque” (edifício votado ao abandono e que, há décadas, espera por uma solução), Manuel Martins explicou ser uma questão completamente distinta. Mas adiantou que “terá desenvolvimentos, em breve”.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.