Quinta-feira, 15 de Abril de 2021

Associações de Imprensa surpreendidas com declarações de Nuno Artur Silva

A Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC) e a Associação Portuguesa de Imprensa (API) mostraram-se surpreendidas com a garantia deixada pelo Governo de que “os apoios para a comunicação social foram executados quase na totalidade”.

O secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media disse esta segunda-feira que os jornais e rádios regionais “são essenciais para manter viva a comunicação social”, e que a execução dos apoios foi de “98,8% no ano passado”.

As declarações de Nuno Artur Silva foram proferidas na comissão parlamentar conjunta de Orçamento e Finanças e da Cultura e Comunicação, no âmbito da apreciação do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020).

“Os jornais e rádios regionais, para nós, são essenciais para manter viva a comunicação social”, garantindo que o apoio ao setor regional “se mantém”.

Num comunicado conjunto enviado às redações, AIC e API explicam que em causa está o facto de “o regime de incentivos do Estado à comunicação social respeitante

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.