Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Avenida da Europa de novo em obras

Para evitar novo encerramento do trânsito, foram colocados sinais luminosos para condicionar o tráfego enquanto decorrem as obras

-PUB-

“A resolução de todos os problemas detetados não custará um único cêntimo ao erário público”, garante a Câmara Municipal de Vila Real sobre a Avenida da Europa, via que foi requalificada no final do ano passado e que já padece de vários problemas ao nível do pavimento.

Orçada em cerca de 600 mil euros, a intervenção naquela avenida, que incluiu a construção de uma nova piscina no acesso ao Complexo de Lazer do Codessais, decorreu durante quatro meses, tendo sido concluída em dezembro do ano passado.

Apesar de estar aberta ao trânsito há algumas semanas, já são bem visíveis vários problemas, “nomeadamente a desagregação do material betuminoso” e mesmo a existência de alguns buracos. Por isso, na segunda-feira, dia 9, os trabalhos regressaram, tendo sido introduzido um sistema de sinais luminosos para evitar o encerramento da via.

“Consciente” desses problemas, a autarquia emitiu um esclarecimento público onde “lamenta” os inconvenientes causados e pede desculpa pelos “atrasos na conclusão de todos os procedimentos”, mas no qual deixa ainda claro que a “responsabilidade é externa ao próprio município”.

“Apesar de estar aberta ao trânsito automóvel desde dezembro, a obra não se encontra concluída nem foi ainda rececionada por este Município. Desde essa altura, temos verificado que existem vários problemas no pavimento da via, nomeadamente a desagregação do material betuminoso. Como é evidente, estes problemas e a sua resolução, são da responsabilidade do empreiteiro que se encontra a fazer a obra”, explica a Câmara.

Recordando que a obra foi sujeita a um concurso público e entregue “ao vencedor de acordo com as regras da contratação pública”, a Câmara afirma, “sem margem para quaisquer dúvidas, que recorrerá a todas as ferramentas ao seu dispor, de ordem financeira e legal, para obrigar o empreiteiro a cumprir com as suas obrigações e a entregar a obra nas condições devidas”.

“O executivo municipal defenderá, até às últimas consequências, os melhores interesses dos vila-realenses”, garante o documento divulgado no dia seis.

Além da nova rotunda, a requalificação da avenida envolveu a renovação do piso, o melhoramento de passeios, a redução das faixas de rodagem, a transformação dos cruzamentos de acesso à ruas de Timor e à Urbanização São Pedro, entre outras intervenções.

 

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.