Quarta-feira, 16 de Junho de 2021

Bailarinos de todo o país juntaram-se no 6º Encontro de Dança de Lamego

No último domingo do ano, centenas de pessoas lotaram por completo o Teatro Ribeiro Conceição para assistir ao espetáculo final do 6ª Encontro de Dança de Lamego, um evento que ao longo dos últimos anos transforma esta cidade num importante polo cultural e educativo, pondo em contacto, através da sua Residência Artística, estudantes, criadores e alunos do ensino artístico especializado. 

-PUB-

Ao longo de mais de uma hora, passaram por este palco companhias de todo o país que, nos dias anteriores, procuraram produzir composições contemporâneas, a partir da conceção de um projeto de linguagem estética em diálogo com outras áreas artísticas e do conhecimento. Este ano, a Residência Artística juntou participantes dos 10 aos 25 anos de idade, sob a orientação de Liliana Garcia, João Almeida e Suzanna Rosas, professores, bailarinos e coreógrafos, com um longo curriculum na área da dança. 

Em plenas férias letivas do Natal, o emblemático TRC, a mais bela sala de espetáculos da região duriense, tornou-se, assim, uma estrutura de acolhimento e um espaço notável de criação e aprofundamento do estudo da Dança, a nível nacional. No final do 6ª Encontro de Dança, e a anteceder a entrega de diplomas de participação aos jovens bailarinos, o presidente da Câmara Municipal de Lamego, Ângelo Moura, congratulou-se com o papel cultural desempenhado atualmente pelo TRC, constituindo um importante polo dinamizador de cultura e entretenimento a nível regional. 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.