Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

BE “incentiva” autarquia a ajudar o Club de Vila Real

Bloquistas não percebem como é que o funcionamento de uma entidade de interesse histórico e cultural não está a ser “salvaguardado”

-PUB-

Há mais de cem anos a funcionar num edifício na Avenida Carvalho Araújo, o Club de Vila Real (CVR) viu-se obrigado a abandonar o espaço no passado mês de julho, fruto de cinco meses de renda em atraso.

O Club, que com a pandemia deixou de funcionar e ter receita, ficou sem condições de pagar a renda. “Os senhorios, nas últimas décadas, têm feito bastantes pressões para o Club sair daqui e termos as rendas em atraso foi uma oportunidade excelente para nos despejarem e não tivemos outra alternativa”, explicou Luís Cardoso, presidente do Club, no dia em que a sede centenária fechou portas.

Agora, passados dois meses, o Club continua sem teto, ainda que tente levar

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.