Domingo, 13 de Junho de 2021

Bloco de Esquerda diz que UTAD está a preparar “tardiamente” arranque do ano letivo

O Bloco de Esquerda (BE) de Vila Real afirmou hoje que a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) está a preparar “um pouco tardiamente” o arranque das aulas marcado pela pandemia de covid-19.

-PUB-

“Esta semana, está a ser preparada a sinalética e o material de apoio para distribuir pelas várias escolas. O que nos parece é que esta preparação já devia estar feita com antecedência”, afirmou Rui Cortes, da concelhia do BE de Vila Real e também professor na academia transmontana.

As aulas arrancam na próxima terça-feira e este ano, de acordo com os resultados da primeira fase do concurso nacional de acesso, a UTAD preencheu 96,4% das vagas (1507 candidatos)

Nesta semana decorrem as matrículas dos alunos, primeiro online e depois presencialmente nas escolas e, ao mesmo tempo, a academia ultima os preparativos para a abertura do ano letivo 2020/2021, no qual vai optar por uma solução mista de ensino, mas maximizando a atividade presencial.

“Já devia ter havido uma divulgação, a criação de instrumentos necessários de monitorização dentro da universidade e o que nos parece é que, apesar de a universidade ter a perfeita consciência dessas necessidades, está a responder um pouco tardiamente a estas situações”, salientou Rui Cortes.

O vice-reitor Artur Cristóvão afirmou que a UTAD tem “procurado fazer os possíveis para acolher os estudantes” e funcionar “com o máximo de segurança”.

São cerca de 40 os alunos e funcionários que estão mobilizados para acolher, apoiar e sensibilizar os estudantes para “as medidas de segurança sanitária que vão ser implementadas”.

Artur Cristóvão acrescentou que esta semana vai ficar disponível um manual de boas práticas, em português e inglês e ser colocada sinalização sobre a circulação nas escolas.

Lembrou que a UTAD tem uma comissão a funcionar com representantes de todas as escolas e apontou a “boa articulação” com a Escola Superior de Saúde.

“Obviamente há sempre uma preocupação, é um contexto novo”, referiu.

Segundo Artur Cristóvão, este ano letivo a UTAD vai “dar primazia ao ensino presencial, muito em particular no caso dos alunos do primeiro ano, porque é importante que eles venham ao campus, conheçam os professores e conheçam o espaço”.

De acordo com a DGS, o concelho de Vila Real registou 184 casos de covid-19 desde o início da pandemia.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.