Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021
©DR | Bragança

Bragança e Mogadouro são as autarquias mais eficientes da região

A grande novidade vai para Alijó, que escalou 29 posições em apenas um ano. Já Mogadouro subiu 21 lugares, surgindo No 30º lugar dos municípios mais eficientes financeiramente. Boticas continua a liderar no distrito de Vila Real  

-PUB-

Em Trás-os-Montes e Alto Douro, Bragança e Mogadouro são os municípios que alcançaram os melhores desempenhos económicos e financeiros no ano de 2018. Boticas e Alijó, no distrito de Vila Real, também estão em destaque pelos resultados alcançados.

Os dados são do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, que foi conhecido na semana passada, uma edição da responsabilidade da Ordem dos Contabilistas Certificados, que tem como objetivo de ser uma referência na monitorização da eficiência do uso de recursos públicos pela administração local.

BRAGANÇA

No ranking, liderado por Sintra, o concelho de Bragança surge como o melhor classificado da região Norte, ficando na 17ª posição dos municípios portugueses de média dimensão, estando entre os melhores do país, com um total de 1141 pontos. 

Bragança integra, ainda, os municípios com melhor índice de dívida total, ocupando a 29.ª posição a nível nacional (no universo dos 308 municípios portugueses) e a 9.ª posição nos de média dimensão, tendo, no período de 2014-2018, reduzido a estrutura da dívida total, em 56,47% (5,25 milhões de euros), o que, segundo o presidente da autarquia, reflete o “bom governo do executivo na utilização dos escassos recursos que são de todos, prosseguindo os princípios do rigor, disciplina orçamental, sentido de responsabilidade e transparência na gestão”.

Bragança ocupa ainda segunda posição das capitais de distrito, a oitava posição na região Norte e a 10.ª a nível nacional, no universo dos municípios de média dimensão, com menor Prazo Médio de Pagamento.

O presidente Hernâni Dias sublinha que este resultado deixa o executivo que lidera “satisfeito”, porque quer dizer que “estamos no bom caminho”. “Temos gerindo bem, defendendo sempre os interesses dos brigantinos, não descurando nunca as boas contas do município, que nos vai permitir implementar os projetos necessários para desenvolver o nosso concelho”.     

Tal como em anos anteriores, o

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.