Sábado, 27 de Novembro de 2021
Incêndio em 2019 deixou o posto da GNR sem condições ©Arquivo/VTM

Câmara quer recuperar rapidamente posto da GNR afetado por incêndio

O presidente da Câmara de Mesão Frio disse que pediu ontem, com caráter de urgência, uma reunião ao ministro da Administração Interna com vista à rápida recuperação do posto da GNR local, afetado por um incêndio.

-PUB-

Um fogo que deflagrou pelas 04:30 de ontem na zona das camaratas, no primeiro andar do posto da GNR de Mesão Frio, deixou o edifício “completamente inoperacional”.

O presidente da Câmara de Mesão Frio, Alberto Pereira, explicou que o edifício é propriedade do município que irá, agora, acionar o seguro para a realização de obras.

Adiantou ainda que solicitou uma reunião com “caráter de urgência” ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, no “sentido de se tomarem todas as diligências necessárias à recuperação das instalações”.

Alberto Pereira disse que a autarquia cedeu um espaço contíguo à antiga residência de estudantes, para a instalação provisória dos 20 militares em funções no posto de Mesão Frio.

A prioridade da GNR foi garantir o policiamento e o atendimento à população de Mesão Frio.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.