Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Caretos de Podence vão ao Dubai promover tradição

Os Caretos de Podence estão de partida para o Dubai onde vão, certamente, chocalar quem estiver presente na Expo Dubai, para onde têm marcada uma atuação no Pavilhão de Portugal, no sábado.

Partem de Podence, terra que atrai, anualmente, milhares de curiosos para verem aquele que é, para muitos, “o Carnaval mais genuíno de Portugal”, para o Dubai, onde atuam no próximo sábado.

Em comunicado, a autarquia de Macedo de Cavaleiros explica que esta iniciativa está “integrada na representação portuguesa” na Expo Dubai, não tendo dúvidas de que “é o palco certo para promover, além-fronteiras, uma tradição tão única e tão característica, cuja autenticidade foi, em dezembro de 2019, reconhecida como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO”.

Para Benjamim Rodrigues, presidente da câmara municipal, “esta é uma excelente oportunidade de promoção do Entrudo Chocalheiro, dos Caretos de Podence e do nosso território num importante mercado turístico” e uma oportunidade para “abrir portas à atração de novos turistas para o nosso concelho”.

“Estamos a falar de um evento de cariz global, por onde têm passado milhões de visitantes que, com esta animada e colorida presença, podem descobrir novos territórios para visitar”, acrescenta.

A comitiva macedense partiu hoje para o Dubai e na bagagem “vai o enorme desejo de levar o nome de Podence e de Macedo de Cavaleiros, mais uma vez, além-fronteiras”.

Esta viagem surge poucos dias depois de se ter assistindo a uma enchente em Podence, por onde, durante os quatros dias de Entrudo Chocalheiro, passaram “cerca de 50 mil pessoas, não só de Portugal, mas também de Espanha e Estados Unidos”, indica a autarquia.

A ida dos Caretos ao Dubai será também “uma oportunidade para reforçar o desejo” de, no final da exposição mundial, levar para Macedo de Cavaleiros o pavilhão de Portugal, até porque “tanto o Governo anterior como o senhor Presidente da República já mostraram alguma abertura para concretizar este nosso sonho”, frisa Benjamim Rodrigues.

“Receber em Podence esta importante obra da engenharia e arquitetura nacional seria muito importante para valorizar um território demograficamente deprimido, que precisa de novos polos de atração, que ajudem a combater a sazonalidade com que nos deparamos”,  com uma procura muito elevada nos meses de verão, graças à Albufeira do Azibo, e nos meses de janeiro a março, com a Feira da Caça e do Turismo e o Entrudo Chocalheiro, conclui o autarca.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.