Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

carta Educativa de lamego foi homologada pelo Ministério da Educação

Carta Educativa Documento homologado pelo Ministério da Educação A Carta Educativa do Município de Lamego foi homologada, no dia 29, em cerimónia realizada no Auditório dos Recreios da Amadora, a qual contou com a presença do Secretário de Estado da Educação, Valter Lemos. Este acto público serviu, ainda, para efectivar a homologação de idênticos documentos […]

Carta Educativa

Documento homologado

pelo Ministério da Educação

A Carta Educativa do Município de Lamego foi homologada, no dia 29, em cerimónia realizada no Auditório dos Recreios da Amadora, a qual contou com a presença do Secretário de Estado da Educação, Valter Lemos. Este acto público serviu, ainda, para efectivar a homologação de idênticos documentos para outros 62 concelhos, situados nas áreas das Direcções Regionais de Educação do Norte (24), Centro (23) e Lisboa e Vale do Tejo (16).

A Carta Educativa de Lamego é um instrumento de planeamento e ordenamento prospectivo de edifícios e equipamentos educativos, de acordo com as ofertas de educação e formação que seja necessário satisfazer, tendo em vista a melhor utilização dos recursos educativos, no quadro do desenvolvimento sócio-demográfico do município. Francisco Lopes, Presidente da autarquia, e Teresa Santos, vereadora com o Pelouro da Acção Social, marcaram presença na cerimónia, mostrando a sua satisfação por este “importante passo para a Educação e o Ensino em Lamego.”

Entre outros objectivos, a Carta Educativa de Lamego visa garantir a adequação da Rede de Estabelecimentos de Educação Pré-escolar e de Ensino Básico e Secundário, para que as ofertas educativas disponíveis, a nível municipal, respondam à procura dos alunos.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.