Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Casal de falsos enfermeiros engana vila-realenses

“Vamos vacinar as crianças contra a meningite e outras doenças! Elas precisam de nós! Colabore”. Esse era o apelo feito por um casal que, ao fazer-se passar por enfermeiros, levaram várias pessoas a contribuir para uma falsa causa.   Modificando panfletos roubados no Centro de Saúde n.º 1 de Vila Real, dois indivíduos utilizaram, indevidamente, […]

“Vamos vacinar as crianças contra a meningite e outras doenças! Elas precisam de nós! Colabore”. Esse era o apelo feito por um casal que, ao fazer-se passar por enfermeiros, levaram várias pessoas a contribuir para uma falsa causa.

 

Modificando panfletos roubados no Centro de Saúde n.º 1 de Vila Real, dois indivíduos utilizaram, indevidamente, o logotipo do Ministério da Saúde, para angariar, por várias localidades do concelho de Vila Real, verbas para uma campanha ilegal de vacinação de crianças.

O alerta foi dado pela própria Direcção do Centro de Saúde que, graças a denúncias feitas por alguns utentes, avisous de imediatos a Polícia de Segurança Pública (PSP), apresentando uma queixas contra terceiros por burla e abuso de confiança.

Segundo Benedita Seixas, Directora daquela unidade de Saúde, os indivíduos identificavam-se como estudantes de Enfermagem, para levar a cabo o peditório. Segundo testemunhas que avisaram o Centro de Saúde, os burlões passaram, pelo menos, nas localidades de Escariz, Vila Marim e Vila Seca, sendo de realçar que, num dos casos, a polícia foi avisada, na altura em que o casal actuava. No entanto, apesar de se ter deslocado, de imediato, à referida aldeia, já não foi a tempo de apanhar o casal.

Depois de roubarem alguns panfletos que estavam expostos na sala de espera do Centro de Saúde, o casal terá efectuado uma montagem, na qual deixavam visível a imagem do Ministério da Saúde e a Referência ao Centro de Saúde e à Sub-Região de Saúde de Vila Real.

Fonte da PSP explicou, ao Nosso Jornal, que, apesar de ter sido, de facto, avisada pelo Centro de Saúde, ainda não foi formalizada qualquer queixa, lembrando que as localidades em causa estão sob a alçada da Guarda Nacional de Republicana que deverá prosseguir com as investigações.

 

MM

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.