Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021

César Peixoto é o novo treinador do Chaves

César Peixoto é o novo treinador do Desportivo de Chaves, da II Liga portuguesa de futebol, sucedendo a José Mota, e está já a orientar a sessão de trabalhos de hoje, presenciou a agência Lusa no local.

-PUB-

O treino de hoje, que decorre no relvado principal do Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves, já está a ser orientado pelo novo treinador.

Fonte do clube adiantou que a restante equipa técnica será constituída por João Correia, Diogo Coutinho e Rui Laranjeiro, mantendo-se da anterior Tiago Castro, Rafael Pinheiro e Christian González.

O treinador, de 39 anos, começou a temporada na Académica, também do segundo escalão, mas pediu a demissão do cargo em 14 de novembro.

O antigo jogador de clubes como FC Porto, Benfica, Sporting de Braga ou Vitória de Guimarães já orientou ainda o Varzim na II Liga na temporada 2018/19.

Os transmontanos, que ocupam o oitavo lugar da II Liga, com 19 pontos, recebem no domingo, às 19:15, o FC Porto, para a terceira e última jornada do grupo D da Taça da Liga.

O Desportivo de Chaves precisa de vencer para se qualificar para a 'final four' da competição, enquanto aos 'dragões' um empate é suficiente.

O emblema transmontano divulgou durante a tarde a rescisão "por mútuo acordo" do técnico José Mota.

O treinador, de 55 anos, tinha sido contratado pelo Desportivo de Chaves no decorrer da temporada passada, substituindo Tiago Fernandes, que já antes tinha rendido Daniel Ramos.

José Mota chegou a Chaves em 10 de março, mas não foi capaz de evitar a descida de divisão, após três temporadas consecutivas na I Liga, apesar das três vitórias e dois empates em nove partidas.

Já está época, o clube de Chaves não vence há quatro jogos, somando duas derrotas e um empate na II Liga e tendo sido eliminado na terça-feira nos oitavos de final da Taça de Portugal, ao perder fora, por 1-0, frente ao Académico de Viseu, também do segundo escalão.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.