Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Cidade vai ser anfitriã das comemorações do Dia de Portugal

Depois de Vila Real, Chaves e Bragança, agora é a vez de Lamego receber as comemorações nacionais do 10 de junho. Autarquia está confiante que os lamecenses vão responder à altura do desafio

-PUB-

Foi tornado oficial, no início desta semana, pelo Presidente da República, que Lamego será a “sede” das Comemorações deste ano do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que se realizam a 10 de junho.

Aníbal Cavaco Silva assinou o despacho no dia 30 e no mesmo dia a autarquia lamecense classificou a decisão “histórica” de escolher “uma pequena cidade como sede das comemorações do Dia de Portugal” como um “justo reconhecimento prestado pelo mais alto magistrado da nação à importância e ao contributo do Interior do país para a constituição e preservação do espírito e da identidade do povo português”.

“Hoje é seguramente um dia de grande emoção para os Lamecenses. A cidade receberá esta cerimónia com o sentimento do regresso ao início da portugalidade e ao simbólico ato seminal das primeiras cortes, como reza a tradição, reunidas na Igreja de Almacave por D. Afonso Henriques, em agosto de 1143”, referiu ainda a Câmara Municipal em comunicado.

Mais, a autarquia acredita que “Lamego e o Douro, a sua população e as suas instituições, estarão à altura deste desafio” e serão capazes de transformar as comemorações “num momento de especial visibilidade da realidade económica, social e cultural da região, da sua fidalguia e hospitalidade, das imensas capacidades e múltiplas potencialidades do território, onde gerações sucessivas criaram, ao longo dos séculos, a paisagem cultural, evolutiva e viva que a Unesco classificou como Património da Humanidade”.

A escolha da cidade duriense sucede à Guarda, que recebeu as comemorações do Dia de Portugal no ano passado, sendo de sublinhar que esta é, assim, a quarta vez que, no decorrer do seu mandato, o atual Presidente da República escolhe uma cidade do interior para receber as comemorações (tendo optado por Castelo Branco em 2011, e Elvas e 2013).

No que diz respeito à região do Douro e Trás-os-Montes, Vila Real recebeu às efemérides em 1979 (presididas pelo Presidente Ramalho Eanes), enquanto Chaves foi palco do Dia de Portugal em 1997 e Bragança em 2004, ambas escolhas de Jorge Sampaio.

A autarquia lembra que “durante os dias do evento a cidade de Lamego terá o privilégio de receber os mais altos representantes da nação, o corpo diplomático acreditado em Portugal e alguns dos mais iminentes cidadãos nacionais que serão agraciados com o reconhecimento e louvor que o país lhes deve”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.