Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Comerciantes querem Alameda do Tabolado sem carros

Os donos dos estabelecimentos comerciais da rua na zona das Caldas, como é conhecida, propuseram à autarquia que o trânsito seja cortado naquela artéria, não só para aumentarem as esplanadas, mas também garantir a segurança dos clientes

-PUB-

“Não faz sentido, na nossa ótica, tirar o estacionamento e ter carros a passar até porque a segurança das pessoas também está em causa”, quem o diz é Filipe Paiva, o representante dos proprietários dos estabelecimentos comerciais da Alameda do Tabolado, a quem foi permitido, pela autarquia, e em regime de exceção devido à pandemia de Covid-19, alargar as suas esplanadas. 

Mas os comerciantes foram mais longe e pediram, através de um requerimento, o corte do trânsito na rua não só para aumentarem o número de mesas como também para garantir a segurança dos seus clientes.

“Pensamos que é muito melhor não só para nós, podemos recuperar o número de mesas que tínhamos anteriormente, respeitando o distanciamento

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.