Domingo, 25 de Setembro de 2022

Concurso de Ideias quer criar valor no território

A CIMAT, em parceria com a EHATB – Empreendimentos Hidroelétricos do Alto Tâmega e Barroso, está a promover a 4ª Edição do Concurso de Ideias “Empreender no Alto Tâmega e Barroso”.

-PUB-

A iniciativa tem como propósito maior “promover ativamente a conceção e implementação de iniciativas empreendedoras, que contribuam para o desenvolvimento (do) território”.
Neste sentido, a CIMAT promoveu um ‘webinar’ que procurou esclarecer as dúvidas dos candidatos, ao mesmo tempo que deu a conhecer as experiências dos vencedores da anterior edição na primeira pessoa.

Ramiro Gonçalves, da CIMAT, que inaugurou e encerrou a sessão ‘online’, destacou a importância de, “cada vez mais”, a região atrair “projetos emblemáticos”, capazes de “gerar economia no território”.

Para tal, é necessário “transformar as boas ideias em bons negócios”, considerando que “há muito por fazer”. Contudo, afirmou não haver “nenhuma dúvida” em como só é possível evoluir “através de processos de capacitação”.

Carla Branco, representante da empresa consultora, Partnia, por sua vez, vincou a importância da “evolução do Concurso de Ideias”, iniciativa que, na sua opinião, contribui para uma “diferenciação positiva do território”, esclarecendo, ainda, que o trabalho de consultoria prestado aos vencedores é “gratuito e ‘taylor made’”.

A edição corrente tem como público-alvo dois grupos distintos. A componente “Concurso de Ideias” (Grupo 1) destina-se a “todos os cidadãos maiores de idade, de forma individual ou em grupo, com qualificação igual ou superior ao 12.º ano de escolaridade, em qualquer situação profissional, bem como pessoas coletivas com fins lucrativos cuja atividade económica se insira nos setores do Turismo e Agroalimentar/Florestal”.

Já a componente “Empreender no Futuro” (Grupo 2) destina-se a jovens que frequentem o ensino secundário na região do Alto Tâmega e Barroso, estando previstas ações distintas, como um ‘Road Show’ e um ‘Bootcamp”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.