Sábado, 2 de Julho de 2022

De hotel abandonado a hospital privado

A novela em torno do edifício do Hotel do Parque parece estar próximo de um desfecho, depois da aquisição da infra-estrutura (abandonada há 25 anos), por um grupo privado de Saúde que ali instalará uma “moderna e excelente unidade hospitalar”. Sem confirmação de datas ou valores envolvidos, a notícia aguarda, ainda, uma reacção da autarquia […]

A novela em torno do edifício do Hotel do Parque parece estar próximo de um desfecho, depois da aquisição da infra-estrutura (abandonada há 25 anos), por um grupo privado de Saúde que ali instalará uma “moderna e excelente unidade hospitalar”. Sem confirmação de datas ou valores envolvidos, a notícia aguarda, ainda, uma reacção da autarquia de Vila Real.

Foi confirmada, ontem, ao Nosso Jornal, a aquisição do inacabado Hotel do Parque, pelo Hospital da Trofa, um grupo de Saúde privado que pretende instalar, no edifício abandonado da Avenida 1.ª de Maio, em Vila Real, um hospital.

Segundo fonte do Gabinete de “Marketing” do Hospital da Trofa, na infra-estrutura será criado um hospital privado, “moderno e de excelência”, contando com serviços de Urgência, Internamento e Ambulatório.

Fonte da autarquia adiantou-nos que o autarca Manuel Martins só comentará a notícia em “meados de Setembro”. No entanto, terá colocado algumas reservas, relativamente à questão.

Com mais de 25 anos de enredo, a “novela Hotel do Parque” conta com episódios que envolveram a hipótese de demolição, a sua reconversão num edifício de habitação e escritórios, a sua vertente de abrigo a toxicodependentes e, mesmo, o assassinato de um dos herdeiros, residentes no Brasil, facto que levou ao retrocesso nas negociações entre os proprietários e possíveis compradores, no ano passado, quando já a Sociedade Polis estava envolvida no processo.

Integrado no Plano de Pormenor do Bairro dos Ferreiros, no âmbito do Programa Polis de Vila Real, o edifício passou a ter como final obrigatório a sua manutenção, como hotel. Logo, a criação de um unidade de saúde obrigará a uma alteração ao documento que deverá ser aprovado, pela autarquia.

De recordar que, desde há uns anos a esta parte, o Hotel do Parque tem sido ainda alvo das atenções, devido à sua ocupação por toxicodependentes, tendo sido mesmo encontradas, naquelas instalações, em 2004 e 2006, duas pessoas mortas, por “overdose”.

Segundo fonte do grupo que adquiriu o Hotel do Parque, “para além do Hospital da Trofa, aberto ao público em 1999, o Grupo detém ainda a Clínica Senhora das Dores (Trofa), a Clínica da Maia e a Clínica de Paços de Ferreira”. Já em fase de construção, está a Hospital Privado de Braga que, com “um investimento de 30 milhões de euros, deverá ficar concluído, em 2009”, sendo ainda de destacar “outros grandes projectos que se encontram em andamento; Hospital da Boa Nova, Hospital Privado de Alfena, Hospital de Dia de Famalicão e Hospital de Guimarães (em parceria com a Casa de Saúde de Guimarães)”.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.