Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Deteção do vírus poderá ser mais rápida

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) está a desenvolver um protótipo de um biossensor para detetar o SARS-CoV-2 com maior rapidez que a disponibilizada pela tecnologia tradicional.

-PUB-

Uma equipa de investigadores da UTAD está a desenvolver um projeto que promete avanços na deteção do Covid-19, através da criação de um biossensor.

O sistema é mais rápido do que a tecnologia atualmente disponível para deteção de SARS-CoV-2 (aproximadamente 20 minutos desde recolha da amostra à deteção), mais barata do que os testes PCR (Polymerase Chain Reaction) e não requer pessoal especializado, e pode ainda ser replicado e implementado em diversas instituições, garantindo a monitorização em tempo real da população numa situação real e em futuros “out-breaks”.

O biossensor, para a deteção do SARS-CoV-2, está baseado numa patente internacional do grupo da UTAD, recentemente aprovada.

Para além da UTAD, e alguns elementos do seu Centro de Testagem Covid, estão ainda envolvidos no estudo a REQUIMTE (Rede de Química e Tecnologia), o Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) e o ICBAS (Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto), em estreita colaboração com o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro e o Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira.

O projeto, que acaba de ser selecionado para o Prémio Manuel António da Mota, está a ser liderado pelas investigadoras Paula Martins Lopes (UTAD) e Helena M. R. Gonçalves (REQUIMTE) e desenvolvido nos distritos de Vila Real e Porto.

 

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.