Sexta-feira, 25 de Junho de 2021

Direção da Delegação da Cruz Vermelha tomou posse e pretende manter proximidade com a comunidade

A nova direção da Delegação de Boticas da Cruz Verde Portuguesa tomou posse, ontem, no Auditório Municipal.

-PUB-

O Presidente empossado, António Ferreira, referiu no seu discurso que “pretende dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela Delegação de Boticas junto da comunidade local nos últimos anos”, destacando “o papel desempenhado pelas voluntárias e voluntários, que não se cansam de ajudar aqueles que mais precisam”.

António Ferreira agradeceu ainda o “importante apoio dado pela câmara municipal, sem o qual não seria possível manter esta associação de voluntariado ativa e com condições para cumprir a missão”.

Fernando Queiroga, presidente da autarquia, agradeceu o "empenho e dedicação de todos os voluntários da Delegação de Boticas da Cruz Vermelha no apoio notável às populações, sobretudo, às pessoas mais vulneráveis”, salientando asinda o facto de a autarquia estar disponível para continuar a colaborar com as instituições e associações do concelho que apoiem causas sociais e se preocupem com o bem-estar das pessoas.

A sessão foi ainda marcada pela atribuição de uma medalha a Aldina Gonçalves Fernandes, voluntária da Delegação de Boticas da Cruz Vermelha, que apesar de não ter estado presente na cerimónia, foi lembrada e distinguida pela dedicação à causa do voluntariado e a esta associação, em particular.

A cerimónia contou ainda com a presença do presidente da Delegação Regional da Cruz Vermelha, Armando Moreira e do presidente da Delegação de Vila Real da Cruz Vermelha, Joaquim Sabino.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.