Terça-feira, 21 de Maio de 2024
No menu items!

Dois atropelamentos fazem uma vítima mortal e um ferido grave

Um homem perdeu a vida e uma mulher sofreu ferimentos graves, em dois acidentes distintos ocorridos no dia 25 de fevereiro, na cidade de Vila Real.

-PUB-

António Henrique Ribeiro, de 71 anos, foi atropelado na avenida 1º de Maio, em Vila Real, e acabou por falecer por volta da meia-noite de quinta-feira, já no hospital. O acidente aconteceu cerca das 17h00, do dia 25, altura em que uma viatura de cor cinza, da marca BMW Série 1, entrou em despiste e atropelou o septuagenário, que estava a atravessar a via na passadeira. Segundo uma testemunha, o homem foi projetado pelo ar. “O senhor estava na berma e ia iniciar a sua passagem mas veio o carro e não conseguiu travar, embatendo na vítima que ainda voou um a dois metros”. O carro terá entrado em despiste, abalroou o homem e ainda foi embater nos mecos do passeio e derrubou um poste de iluminação.

A vítima, que apresentava vários traumatismos, foi assistida no local pela Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), e depois foi transportada para o hospital, mas acabou por não resistir aos ferimentos.

Para prestar assistência ao homem e retirar a viatura acidentada, a PSP teve de cortar o trânsito nos dois sentidos.

O outro acidente em que uma mulher, de 45 anos, ficou ferida com gravidade, aconteceu por volta das 14h00, na zona da Timpeira, também em Vila Real.

Ao que tudo indica, a mulher estava a passar para o outro lado da via e foi atropelada. Segundo testemunhas no local, houve “duas viaturas que pararam para dar prioridade à senhora”, no entanto, “um terceiro veículo não terá conseguido travar e bateu nas outras duas”, provocando o atropelamento e um choque em cadeia.

A mulher foi assistida no local pela equipa da VMER e transportada para o Centro Hospitalar de Vila Real em estado “considerado grave”, mas não corria risco de vida, apresentando um “traumatismo torácico”.

Fonte dos bombeiros disse à nossa reportagem que houve ainda mais duas pessoas que foram transportadas para a unidade hospitalar vila-realense por precaução. Uma foi a filha da mulher atropelada que entrou em choque ao ver a mãe naquele estado. Outra foi um dos condutores de uma das viaturas envolvidas, que se sentiu mal e também foi encaminhado para o Centro Hospitalar.

No mesmo dia, por volta das 9h30, uma outro acidente, mas de menor gravidade, aconteceu também na zona da Timpeira, com o despiste de uma viatura Citroën Xsara verde escura, que foi embater na ponte e ficou bastante danificada na parte frontal. O condutor sofreu pequenos ferimentos e foi assistido no local pelo INEM.

A PSP de Vila Real tomou conta destas ocorrências e está a investigar as causas dos acidentes.

Em declarações aos jornalistas, José Martins, comissário da PSP, confirma que grande parte dos atropelamentos ocorre junto de passadeiras. Por isso, a polícia está a incrementar “algumas ações de prevenção e de fiscalização, para combater o estacionamento irregular, sobretudo perto de passagens para peões”. Estas ações destinam-se tanto a condutores como a peões, já que todos têm responsabilidades. “São fiscalizações concentradas no condutor, que por vezes excede a velocidade, e no peão, que também abusa um pouco da sua autoridade na passadeira”.

Recorde-se que, no ano passado, foram contabilizados 283 acidentes e 21 atropelamentos em Vila Real, que provocaram uma vítima mortal, três feridos graves e 69 ligeiros.

Nos primeiros dois meses deste ano, já se registaram seis atropelamentos na cidade vila-realense, três dos quais em passadeiras.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS