Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Dois médicos vão ser julgados pela morte de um menino de 13 anos

Os clínicos desvalorizaram os sintomas da criança que tinham origem numa úlcera no intestino.

David Pereira, de 13 anos, foi levado pelos pais á Unidade de Chaves do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro. O menino queixava-se de fortes dores de barriga e apresentava vómitos frequentes. 

Os dois médicos que o atenderam, um pediatra e um cirurgião, desvalorizaram os sintomas e David Pereira acabou por falecer dois dias depois, em consequência de lesões de perfuração do duodeno, causadas por uma úlcera.

O caso remonta ao dia 20 de agosto de 2010 e os arguidos vão agora responder por um crime de homicídio por negligência grosseira, sete anos após a morte do menor.

O tribunal considerou que os factos que fazem parte da acusação são mais que suficientes para levar os dois

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.