Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021

DREN confirma o corte de uma turma no Colégio de Poiares

Um mal menor. É assim que a Câmara Municipal de Peso da Régua reage à decisão da Direcção Regional de Educação do Norte em retirar uma turma ao Colégio Salesiano de Poiares. Das então previstas duas turmas não comparticipadas, passou-se apenas a uma e a decisão acaba por permitir a sustentabilidade do próprio estabelecimento de ensino.

-PUB-

O presidente da autarquia reguense, Nuno Gonçalves, mostrou satisfação com a decisão da DREN em relação ao Colégio de Poiares, num processo em que a determinação e esforço conjunto da edilidade e da instituição escolar muito contribuiu. “Desde o início reivindicamos uma solução para o Colégio Salesianos. Juntamente com os dirigentes do colégio manifestamos a nossa posição na Direcção Regional de Educação do Norte, DREN. As nossas preocupações e desejos sobre foram de certo modo atendidos, já que, inicialmente, o estudo do Ministério da Educação apontava a suspensão de duas turmas. Agora recebemos a confirmação que será apenas uma. Apesar de não ser uma boa solução, sempre é melhor que nos tirar duas turmas”.

O autarca reguense está confiante que esta decisão permitirá à instituição continuar a funcionar nos próximos anos. “O Colégio Salesiano de S. João Bosco faz parte da nossa carta educativa concelhia e presta um bom serviço diferenciado, que não pode ser esquecido. Assim sendo, não podemos pôr em causa a sua própria sustentabilidade”, sublinhou.

Recorde-se que, nos próximos anos, o Governo vai deixar de financiar 256 turmas de escolas do ensino particular ao abrigo dos contratos de associação, número que resulta do acordo firmado entre o Ministério da Educação e a AEEP. Segundo o acordo, dos 91 estabelecimentos de ensino, 17 não perdem qualquer turma e 14 ficam sem o financiamento relativo a uma classe.

A partir do próximo ano lectivo, os contratos de associação com as escolas particulares são celebrados por um período de cinco anos, até nova avaliação das necessidades da rede pública.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.