Domingo, 28 de Novembro de 2021

É hoje conhecido o acórdão de empresário julgado por homicídio em torneio de sueca

Hoje, o Tribunal de Vila Real procede à leitura do acórdão do julgamento de um empresário acusado de matar um homem e ter disparado contra mais quatro pessoas em torneio de cartas.

-PUB-

O homem está acusado pelo Ministério Público (MP) de um crime de homicídio qualificado, de quatro tentativas de homicídio, ameaça agravada e ainda detenção de arma proibida, que ocorreram a 23 de dezembro de 2018, na aldeia de Tuizendes, freguesia de Torgueda, em Vila Real, durante um torneio de cartas.

No início do julgamento, a 24 de outubro de 2019, o arguido mostrou “profundo arrependimento” e pediu desculpa às vítimas e famílias.

O homem, de 48 anos, de Sabrosa, confessou os factos descritos na acusação do Ministério Público (MP) e explicou que não teve intenção de matar ninguém, mas de defender-se.

O empresário, em prisão preventiva, participava num torneio de sueca que se realizou na associação recreativa e cultural daquela localidade quando, segundo a acusação, “encetou uma discussão com outros jogadores por causa do barulho que faziam e da forma como jogavam”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.