Sábado, 27 de Novembro de 2021

Economia Portuguesa no Pós-Troika

Cinco anos depois do adeus à Troika, o país continua em recuperação e vêm aí novos desafios.

-PUB-

Entre 2008 e 2018, Portugal enfrentou aquela que podemos considerar a maior crise dos últimos 80 anos. Em 2011, o Governo liderado por José Sócrates pediu mesmo a intervenção do Fundo Monetário Internacional (FMI) e foi preciso apertar o cinto. Passados cinco anos do adeus à Troika, importa fazer um balanço daquilo que mudou na economia portuguesa, e os resultados não são assim tão maus.

As previsões indicam que, em 2019, o défice orçamental deverá ser de 0,2%, registando-se uma pequena melhoria relativamente a 2018, ano em que o défice orçamental se fixou nos 0,3%. O resultado é ainda melhor se compararmos com os dados de 2014, ano do adeus à Troika. O défice orçamental estava,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.