Domingo, 13 de Junho de 2021

EDP ajuda equipas de apoio domiciliário em 72 municípios

A EDP vai distribuir apoios financeiros por instituições que prestam serviços de apoio domiciliário em 72 municípios, no âmbito da operação ‘Cuidar em Casa’, que se destina a entidades que prestam assistência a idosos em situação vulnerável nas suas residências.

-PUB-

A iniciativa pretende reforçar a ajuda nos custos com refeições, combustível, equipamentos de proteção individual, como máscaras ou desinfetantes, e outras rotinas ou necessidades que as suas equipas demonstram no atual contexto de pandemia. Estes serviços encontram hoje mais dificuldades devido às restrições do estado de emergência que implicou, entre várias medidas, o fecho de centros de dia e a sua conversão em serviços de apoio domiciliário que precisam agora de apoios adicionais.

A operação ‘Cuidar em Casa’ envolve um valor de 72 mil euros e está a ser articulada com os municípios, que têm a missão de selecionar as entidades de resposta e ação social para a terceira idade a apoiar. Esta ajuda financeira irá abranger os municípios onde a EDP tem centros de produção de energia e junta-se aos vários contributos que a empresa tem aplicado nessas regiões em benefício das comunidades.

“Sabemos que, nesta pandemia, um dos principais grupos de risco são idosos que contam, muitos deles, com a assistência dos serviços de ação social”, afirmou Rui Teixeira, presidente da EDP Produção. “Com este contributo pretendemos assim apoiar estas pessoas através das instituições que já estão no terreno e que, no atual contexto, precisam de ajuda adicional para conseguir dar resposta a todas as necessidades”. Esta ação solidária reforça assim o conjunto de iniciativas promovidas pela EDP no sentido de reforçar a ajuda no combate à Covid-19.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.