Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021

Empresário confessa crimes e mostra arrependimento na primeira sessão de julgamento

O empresário, de 48 anos, acusado de ter matado um homem e ter ainda disparado contra mais quatro pessoas, durante um torneiro de cartas em Tuizendes, optou por falar na primeira sessão de julgamento, que está a decorrer no Tribunal de Vila Real.

-PUB-

Esta manhã, o arguido disse perante o coletivo de juízes que “nunca disparou com intenção de matar”. Pediu desculpa às vítimas e familiares, e mostrou-se “profundamente arrependido” do que fez naquela noite de 23 de dezembro de 2018, no final de um torneio de cartas, em Tuizendes, freguesia de Torgueda.

O Ministério Público (MP) acusa o arguido, residente em Sabrosa, de um crime de homicídio qualificado, de quatro tentativas de homicídio, ameaça agravada e ainda detenção de arma proibida.

Durante a manhã foram ouvidas apenas duas testemunhas, que também foram vítimas dos disparos do arguido.

A sessão continua durante esta tarde no tribunal de Vila Real, onde se juntaram dezenas de populares, que encheram a sala de audiências.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.