Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021
© DR

Escola Básica José dos Anjos vence concurso de educação financeira

“Os acidentes acontecem” foi o projeto que valeu à turma 7º F da Escola Básica José dos Anjos, em Valpaços, dois prémios: o 1º lugar do 3º ciclo do Ensino Básico e ainda o Prémio Seguros.

-PUB-

Ambos foram atribuídos pela iniciativa “No Poupar Está o Ganho”, como reconhecimento do trabalho destes alunos que mostraram em vídeo como se preenche uma declaração amigável quando se dá um acidente de automóvel.

Há 11 anos que o “No Poupar Está o Ganho” tem como objetivo promover a literacia financeira nas crianças e jovens, abordando temas como a poupança, a gestão e importância do dinheiro e o consumo responsável. O projeto chegou já a 40 mil crianças de 40 municípios e só neste ano letivo participaram mais de 9.000 alunos de 500 turmas.
Todos os projetos foram avaliados por um júri, que selecionou 14 turmas vencedoras, apuradas por nível de ensino, desde o pré-escolar ao ensino secundário, premiando assim o trabalho de cerca de 300 alunos dos distritos de Braga (seis escolas), Porto (seis), Viana do Castelo (uma) e Vila Real (uma).

A partir de setembro, o “No Poupar Está o Ganho”, desenvolvido pela Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, abre novamente inscrições, disponíveis para todos os professores que queiram promover a literacia financeira dos seus estudantes. São fornecidos todos os recursos necessários para que o projeto seja implementado nas escolas, desde a formação dos docentes e planos de aula, aos exercícios, jogos e desafios para os alunos, que podem ainda fazer uma visita online ao Museu do Papel Moeda.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.