Sábado, 16 de Outubro de 2021

Garraiada vai regressar aos festejos académicos

Em 2009, a UTAD ficou na história do ensino superior por ter sido a primeira universidade a abolir a realização da garraiada. Dois anos depois, os alunos voltaram a votar, desta vez em maior número, e decidiram trazer de volta o evento tauromáquico ao programa da Semana Académica, cujo cartaz será apresentado publicamente hoje.

-PUB-

Os estudantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro aprovaram por maioria, numa Reunião Geral de Alunos (RGA), realizada na noite do dia 15, o regresso da garraiada ao programa da Semana Académica.

Patrick Freitas, presidente da Associação Académica da UTAD, confirmou, ao Nosso Jornal, que, entre os alunos que marcaram presença na reunião, 126 votaram a favor do regresso da Garraiada, 75 contra e 16 abstiveram-se.

Dois anos depois de ter sido abolida, o evento deverá regressar assim ao programa de actividades da Semana Académica transmontana, isso graças a um conjunto de cem alunos que convocou a RGA extraordinária e apresentou a moção.

Durante todo o processo de decisão relativamente ao regresso ou não da Garraiada, a AAUTAD manteve uma posição de “neutralidade” e deixou a garantia de que a deliberação estava “nas mãos dos alunos”.

“A partir de agora, a garraiada vai voltar a realizar-se”, garantiu Patrick Freitas, salvaguardando que, tendo em conta que a iniciativa não estava prevista no plano de actividades e orçamento no âmbito da Semana Académica 2011, esta poderá realizar-se noutra altura. “Vamos reunir e ponderar essa possibilidade. Haverá garraiada, vamos é decidir quando”, explicou.

De recordar que, em 2009, também numa RGA extraordinária, convocada igualmente, e tal como prevêem os estatutos da AAUTAD, por um grupo de cem alunos, a tradicional garraiada foi excluída do programa da Semana Académica, fazendo da academia transmontana a primeira, a nível nacional, a tomar a medida.

Há dois anos, a iniciativa partiu do Movimento Universitário de Trás-os-Montes e Alto Douro (MUTAD), que defendia “os direitos fundamentais dos animais” e recordando que a actividade não é reflexo “do verdadeiro papel da universidade, do desenvolvimento intelectual, académico e profissional dos estudantes”.

Os resultados da votação na altura não foram tão expressivos quanto os obtidos na noite de terça-feira, sendo de recordar que, consumada no dia 11 de Maio de 2009, a abolição do evento contou com apenas 31 votos a favor e 24 contra.

Contando com cerca de 25 anos, a tradição da garraiada surgiu UTAD enquanto esta era ainda Instituto Politécnico, e continua a contar com a simpatia de muitos.

“De acordo com o Regulamento do Espectáculo Tauromáquico, uma garraiada é uma tourada com um garraio (touro jovem) na qual intervêm cavaleiros tauromáquicos não profissionais (amadores / praticantes) e grupos de forcados universitários, embora possa incluir, ainda assim, o uso de farpas”, o que, como garantem os estudantes responsáveis pela organização, não acontece na UTAD, onde se trata apenas de “uma brincadeira dos estudantes”, durante a qual “a vaca não é agredida”.

De sublinhar que, a AAUTAD vai apresentar hoje o cartaz da Semana Académica 2011, que se realiza entre os dias 7 e 13 de Abril.

Também hoje, pelas 21h00, os estudantes da maior academia transmontana vão voltar a reunir-se em RGA, desta vez ordinária, para se pronunciar, entre outros assuntos, sobre a renovação da imagem corporativa da AAUTAD.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.